segunda-feira, 29 de março de 2010

Nasa cria pôsteres inspirados em filmes de Hollywood:

A vida imitou a arte no departamento que cria os pôsteres de divulgação das missões e expedições da Nasa.

Alguns anos atrás, a equipe de designers da agência espacial americana criou um cartaz diferente dos convencionais para divulgar uma de suas missões, a expedição 16, lançada em outubro de 2007.


O cartaz da expedição, que levou três astronautas à estação Espacial Internacional, foi baseado no pôster do filme de ficção científica "Matrix".

Os pôsteres da Nasa têm o objetivo de divulgar as missões e os astronautas que nelas tomam parte, mas eles costumavam ser bastante tradicionais, sem grandes atrativos. Mas o pôster inspirado no filme "Matrix" deu tão certo que a ideia acabou vingando.


Um dos artistas que trabalhou para a Nasa e produziu alguns dos pôsteres, Amy Gish, disse ao site "Gizmodo" que seus colegas passaram a ter mais liberdade na hora da criação, e que os astronautas também ganharam com a novidade.


"A maioria das tripulações se divertem posando para os pôsteres - acredito que, provavelmente, seja uma folguinha de todo o treinamento sério que eles têm que fazer para as missões", disse ele.


Entre os cartazes, há pôsteres inspirados em filmes da série "Jornada nas Estrelas", "Armageddon" e "Onze Homens e um Segredo". Alguns dos cartazes também foram inspirados em histórias em quadrinhos.

Nasa

sexta-feira, 26 de março de 2010

Parodia banda Cine:

O que você na imagem:

Lhamas também são cool:

Annoying Orange vs Super Mario:

Exorcismo do Ritual Romano:

supernatural-exorcismo

Resolvi fazer uma pesquisa densa sobre o Exorcismo do Ritual Romano.

rituale1944Ritual Romano (Rituale Romanum) era um manual para padres escrito em 1614. O livro trata de todos os rituais, batismo, eucaristia, casamento. O Exorcismo é tratado no capítulo 13, e apresenta uma visão que na época era inovadora, pois instruía os padres a verificar se era realmente um caso de possessão ou alguma doença mundana. Porém a ciência médica ainda era medieval e doenças físicas e mentais ainda eram consideradas como possessões como, por exemplo, as hoje diagnosticáveis: esquizofrenia, paranóia, distúrbio de múltipla personalidade, disfunções sexuais, histeria, e outras neurosesobsessões e terrores da infância. O manual permaneceu inalterado até 1952, quando duas pequenas alterações no texto do ritual do exorcismo foram feitas. resultantes de

Uma das sentenças dizia sintomas de possessão são sinais da presença do demônio” e foi alterada para “sintomas de possessão podem ser sinal de demônio”. A outra sentença original, referia à pessoas sofrendo de condições além da possessão demoníaca ou espiritual como “aqueles que sofrem de melancolia ou outras enfermidades”, e foi modificada para “aqueles que sofrem de enfermidades, particularmente enfermidades mentais”.


O ex-padre jesuíta e autoproclamado exorcista, Malachi Martin, diz que o exorcismo possui estágios típicos:

• Presunção: Lúcifer esconde sua verdadeira face;

• Ponto Fraco: Lúcifer revela-se;

• Conflito: há uma disputa entre o exorcista e Lúcifer pela alma do possuído.

• Expulsão: a batalha é vencida pelo sacerdote, Lúcifer abandona o corpo do possuído.

E após, muito, garimpar em corredores escuros da Net, achei o Ritual Romano Completo em Latim:

EXORCISMVS

Exorcizamus te, omnis immundus spiritus, omnis satanica potestas, omnis incursio infernalis adversarii, omnis legio, omnis congregatio et secta diabolica, in nomine et virtute Domini Nostri Jesu + Christi, eradicare et effugare a Dei Ecclesia, ab animabus ad imaginem Dei conditis ac pretioso divini Agni sanguine redemptis + . Non ultra audeas, serpens callidissime, decipere humanum genus, Dei Ecclesiam persequi, ac Dei electos excutere et cribrare sicut triticum + . Imperat tibi Deus altissimus + , cui in magna tua superbia te similem haberi adhuc præsumis; qui omnes homines vult salvos fieri et ad agnitionem veritaris venire. Imperat tibi Deus Pater + ; imperat tibi Deus Filius + ; imperat tibi Deus Spiritus Sanctus + . Imperat tibi majestas Christi, æternum Dei Verbum, caro factum + , qui pro salute generis nostri tua invidia perditi, humiliavit semetipsum facfus hobediens usque ad mortem; qui Ecclesiam suam ædificavit supra firmam petram, et portas inferi adversus eam nunquam esse prævalituras edixit, cum ea ipse permansurus omnibus diebus usque ad consummationem sæculi. Imperat tibi sacramentum Crucis + , omniumque christianæ fidei Mysteriorum virtus +. Imperat tibi excelsa Dei Genitrix Virgo Maria + , quæ superbissimum caput tuum a primo instanti immaculatæ suæ conceptionis in sua humilitate contrivit. Imperat tibi fides sanctorum Apostolorum Petri et Pauli, et ceterorum Apostolorum + . Imperat tibi Martyrum sanguis, ac pia Sanctorum et Sanctarum omnium intercessio +.

Ergo, draco maledicte et omnis legio diabolica, adjuramus te per Deum + vivum, per Deum + verum, per Deum + sanctum, per Deum qui sic dilexit mundum, ut Filium suum unigenitum daret, ut omnes qui credit in eum non pereat, sed habeat vitam æternam: cessa decipere humanas creaturas, eisque æternæ perditionìs venenum propinare: desine Ecclesiæ nocere, et ejus libertati laqueos injicere. Vade, satana, inventor et magister omnis fallaciæ, hostis humanæ salutis. Da locum Christo, in quo nihil invenisti de operibus tuis; da locum Ecclesiæ uni, sanctæ, catholicæ, et apostolicæ, quam Christus ipse acquisivit sanguine suo. Humiliare sub potenti manu Dei; contremisce et effuge, invocato a nobis sancto et terribili nomine Jesu, quem inferi tremunt, cui Virtutes cælorum et Potestates et Dominationes subjectæ sunt; quem Cherubim et Seraphim indefessis vocibus laudant, dicentes: Sanctus, Sanctus, Sanctus Dominus Deus Sabaoth.

V. Domine, exaudi orationem meam.

R. Et clamor meus ad te veniat.

[si fuerit saltem diaconus subjungat V. Dominus vobiscum.

R. Et cum spiritu tuo.]

Oremus.

Deus coeli, Deus terræ, Deus Angelorum, Deus Archangelorum, Deus Patriarcharum, Deus Prophetarum, Deus Apostolorum, Deus Martyrum, Deus Confessorum, Deus Virginum, Deus qui potestatem habes donare vitam post mortem, requiem post laborem; quia non est Deus præter te, nec esse potest nisi tu creator omnium visibilium et invisibilium, cujus regni non erit finis: humiIiter majestati gloriæ tuæ supplicamus, ut ab omni infernalium spirituum potestate, laqueo, deceptione et nequitia nos potenter liberare, et incolumes custodire digneris. Per Christum Dominum nostrum. Amen.

Ab insidiis diaboli, libera nos, Domine.

Ut Ecclesiam tuam secura tibi facias libertate servire, te rogamus, audi nos.

Ut inimicos sanctæ Ecclesiæ humiliare digneris, te rogamus audi nos.

Et aspergatur locus aqua benedicta

Esse está realmente completo, e embora uma tradução em inglês também é veiculada, ela é pouco usada, e o original em latim é o que estamos acostumados a ver nos cinemas e séries.

O Exorcismo de Emily Rose

Lembro ainda que existem casos documentados de morte durante a tentativa de exorcismo católico e protestante.

Alguns exorcismos na cultura pop:

*Arquivo X

* Supernatural


* O Exorcista (1971 Livro de William Peter Blatty)

* O Exorcista (Filmes de 1973 e 2000)

* A Repossuída (Filme de comédia com Linda Blair e Leslie Nielsen de 1990)

* The Biggest Douche in the Universe (Episódio de South Park em 2002)

* Constantine (Filme de 2005) baseado em Hellblazer da DC/Vertigo.

* O Exorcismo de Emily Rose (Filme de 2005)

* Requiem (Filme alemão de 2006)

* A Haunting (Série de 2005 mostrando pessoas envolvidas com eventos sobrenaturais)

* Estigmata (Filme de 1999)

* O Grito 2 (filme de 2006 baseado em uma série japonesa)

É claro que existem outros seriados e filmes, se você quiser indicar algum comente!

E para terminar com uma piadinha, o Exorcismo de Esquilos:
Exorcismo de Esquilos

terça-feira, 23 de março de 2010

Garoto com 16 dedos nos pés e 15 nas mãos será operado na China

Mutação genética contribuiu para o problema do menino de seis anos.
Ele seria submetido a cirurgia em Shenyang para retirar os dedos a mais.


Foto: Reuters

Imagem de raio X tirado no dia 19 mostra os pés de garoto de 6 anos que nasceu com 15 dedos na mão e 16 dedos nos pés na China. (Foto: Reuters)

Foto: Reuters

Radiografia feita no mesmo dia mostra as mãos da criança. Os médicos contabilizam a pequena protuberância que se vê na mão à direita na foto. Observe que o primeiro dedo tem 'duas pontas' em formação. (Foto: Reuters)

Foto: Reuters

Ele está internado em hospital em Shenyang e vai ser submetido a cirurgia nesta terça-feira (23) para remover os dedos adicionais. (Foto: Reuters)

Foto: Reuters

Segundo especialistas, uma mutação genética contribuiu para provocar o problema. (Foto: Reuters)



domingo, 21 de março de 2010

Adimirável Hino novo:


O vírus dos pilantras às mouses plácidas
De um pontocom um browser retumbante
E o UOL da liberdade em disco rígido
Brilhou no Excel da página nesse instante

Se open Word deu invalid
Conseguimos formatar no Macintosh
Enter save, ó megabyte,
Desafio o nosso site a própria soft

Ó dábliu, dábliu, dábliu, dábliu
Cyber, cyber!

Brasil, um povo online, honrai os links,
De amor e de esperança download desce
E em teu formoso Excel risonho e Windows
A imagem do e-mail à tela address

Gigabyte pela própria Netscape
És belo, és forte até quando és moroso
E o teu cursor speedy essa tua senha
Tecla adorada

Entre outras news, eu imprimi
Ó pasta amada,
Dos zip deste BOL Esc mãe Pentium
Fax modem, Brasil!

Ah se pega:

Nem todo mundo odeia o Chris:

sábado, 20 de março de 2010

Como dizer não sei de forma inteligente:


Max Gehringer diz que “não sei” é a resposta mais apropriada quando você não sabe ou não tem certeza sobre um determinado tema por ecomizar o tempo de todo mundo. No entanto, pode ser péssimo quando estamos no meio de várias pessoas com um grande acervo cultural e domínio sobre diversos temas..

Foi pensando nisso que deixo aqui as 10 formas inteligentes de se dizer: “Ai dom nou!”

1. Desconheço o termo em questão.

2. Ignoro o paradeiro dessa pessoa em particular.

3. Não tenho uma resposta apropriada para isso.

4. Poderia instruir no aspecto que acaba de mencionar?

5. Meus conhecimentos não abrangem essa determinada área.

6. Ignoro o fim ou meta de tal processo.

7. Não tive a vontade de conhecer esse lugar.

8. Este aspecto é totalmente alheio a minha pessoa.

9. Isso é algo que eu gostaria de saber tanto como você.

10. Falar a verdade fico até envergonhado de falar algo na frente de quem entende tanto do assunto!

sexta-feira, 19 de março de 2010

sábado, 13 de março de 2010

Oi! Pra você não!



Millennium:

A série, criada por Chris Carter, o mesmo de Arquivo X, era sombria e apocalíptica, lidava com os mostros terrenos e interiores. Millenium, que teve três temporadas e foi exibida nos EUA entre 1996 e 1999, guarda certas semelhanças de atmosfera com Twin Peaks, de David Lynch. Aqui no Brasil foi veiculado no canal Fox.

O personagem principal é o soturno Frank Black, especialista em perfis criminais. Ele é interpretado com excelência e precisão pelo pintor, escultor e ator Lance Henriksen, um ex-agente do FBI que se junta ao Grupo do Milênio, uma organização que presta consultoria para casos macabros e luta contra "as forças do mal e das trevas".

Black possui uma habilidade incomum: consegue “ver o que passa na mente” dos assassinos e dos "nem sempre" criminosos personagens com os quais ele cruza pelo caminho.

Este dom o torna uma pessoa atormentada, amargurada e fechada, uma situação insustentável para a idílica vida familiar que ele tenta manter, a todo custo, com a esposa - a psicóloga Catherine - e a filha - Jordan (uma atuação solar da então pequena atriz Brittany Triplady) - na nova "casa amarela", em Seattle. Para piorar, Frank suspeita que Jordan tenha herdado o mesmo "talento" psíquico-sensitivo.

Como sempre, as coisas nem sempre parecem o que são e, no decorrer das temporadas, Frank acaba, do outro lado do balcão, combatendo a atuação e a ideologia do Grupo do Milênio.

Ok. Há altos e baixos. Mas o seriado mais acerta do que erra. O projeto, rodado em Vancouver, no Canadá, teve boa produção, grana investida e uma concepção bem resolvida, capitaneada pelo idealizador, o produtor Chris Carter. A edição das vinhetas, nas quais mostrava Frank "entrando na mente do criminoso, era uma atração à parte, com cortes rápidos e cenas aterradoras. A fotografia, sempre soturna, lembrava velhos seriados policiais.

E, é claro, "Millenium" trazia boas histórias. No rol, temas “bem lights” como exorcismo, o inferno das operadoras de telemarketing, abuso sexual, canibalismo, pragas mortais, rapto de jovens, uma coleção variada de assassinos seriais, o anticristo, clonagem de seres humanos, um divertido bate-papo entre demônios e, até mesmo, a linhagem de Madalena, assunto depois explorado no best-seller “O Código da Vinci”, de Dan Brown.

A série não se aventura pelo sobrenatural, muito embora invoque elementos místicos e religiosos em seus histórias. "Millenium" traduz uma certa nostalgia, uma reflexão sobre uma era caótica e imprevisível que ainda estavamos vivendo.

Para quem quiser se embrenhar mais na jornada de Frank Black, as temporadas estão disponíveis em DVD, uma excelente fonte de consulta é o site The Millenium Abyss.

Recentemente, Lance Henriksen atou no filme "Dying God" (ainda inédito no Brasil), do diretor francês Fabrice Lambot, e na novela Caminhos do Coração, da Rede Record.

Malucos:


estão por toda parte!

quinta-feira, 11 de março de 2010

Buuh:

11 PERGUNTAS QUE A CIÊNCIA AINDA NÃO RESPONDEU:


11) Como surgiu o Universo?
Como poderíamos responder à essa pergunta? Se concordarmos com os cientistas, diríamos que o cosmo foi criado a partir de uma grande explosão, que deu origem a tudo. É isso que diz a teoria do Big Bang. Apesar de ser a mais aceita pela ciência, o Big Bang nunca foi comprovado e talvez nunca seja. E, o conceito-base de praticamente todas as religiões acreditam que o mundo foi criado por uma entidade suprema. Mas, o que existia antes do Big Bang? Na opinião do astrofísico Marcelo Gleiser, autor do livro "A Dança do Universo", antes do Big Bang não havia nada. "Não existia um antes. Esse tipo de pergunta nasce do preconceito comum de querer encontrar um evento anterior a tudo. O tempo simplesmente não existia. Ele surgiu com a criação", diz Gleiser. "A verdade é que, no que se refere à descrição dos fenômenos do início do Universo, ainda não há uma teoria que possa ser dada como certa e definitiva", afirma José Ademir Sales de Lima, do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo.
10) Quando começa a vida?
A polêmica sobre essa pergunta é tão intensa que até hoje a ciência não conseguiu chegar a uma única resposta. São diversas as teses a respeito do exato momento em que se inicia a vida humana. Duarante a Idade Média, imperava a teoria de que ela só começava no instante do nascimento. Hoje essa idéia e totalmente descartada. As mais aceitas (e discutidas) pela comunidade científica afirmam que a vida começa:
* Com a fecundação;
* Com o início da atividade cardíaca;
* Com a formação do sistema nervoso central;
* Com início da atividade cerebral;
* Com a nidação (ou implantação) - o momento em que o embrião se firma na parede do útero;
* Com o surgimento do feto, ou seja, a partir da 9ª semana de gestação.
9) Quanto usamos do nosso cérebro?
Será que podemos alcançar 100% do potencial de nosso cérebro? Durante um bom tempo acreditava-se que usávamos apenas 10% da capacidade cerebral. O fato é que, até hoje, a ciência não sabe precisamente quanto utilizamos de nosso potencial cerebral. "Embora existam especulações sobre o assunto, já sabemos, graças ao estudo de imagens funcionais do órgão, que nos valemos de todas as suas áreas, de maneiras diferentes. Mas o percentual que utilizamos ainda é uma incógnita", afirma a neurocientista Suzana Herculano-Houzel.
8) A alma existe?
Em 1907, o médico americano Duncan MacDougall dedicou-se a comprovar a existência da alma. Com base em experimentos, ele chegou a afirmar que a alma não apenas existe como também tem peso específico. Sua teoria diz que todo ser humano, não importa o tamanho ou a idade, perde exatamente 21 gramas no momento exato da morte. Para MacDougall, seria esse, portanto, o peso da alma. Pessoas que passam por Experiências de Quase Morte (EQM), tem a sua alma projetada para fora do corpo, quando vive um trauma de quase morte. Algumas pessoas chamam de alma, outras de consciência. Independente da nomenclatura, trata-se de algo inexplicável e que gera embates. "Não temos uma definição precisa do que vem a ser a alma. Mas pelas pesquisas realizadas, entendemos que ela não é o cérebro nem um tipo de energia conhecida pela física, o que torna sua busca um desafio maior para a ciência", afirma Marcelo Silva, coordenador do Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciologia.
7) Animais pensam?
A informação é contundente: o cérebro dos golfinhos tem maior concentração de neurônios do que o nosso. Para que tudo isso e como esses cetáceos utilizam todo esse potencial ainda é um mistério. Mas já é sabido que eles estão entre os animais mais inteligentes da Terra: são capazes de se reconhecerem, lembram de fatos do passado, têm linguagem muito similar a nossa (com palavras, gestos e movimentos) e até ajudam humanos em perigo. Uma história interessante: é comum nas regiões habitadas por golfinhos, grupos de machos seguirem os barcos. Durante muito tempo, prevaleceu a idéia de que era um tipo de brincadeira. Ledo engano. "Os macho fazem isso para afastar o barcos das fêmeas e filhotes. Já que as embarcações invariavelmente seguem os golfinhos, é uma excelente estratégia", diz o oceanógrafo José Martins da Silva Júnior.
6) É possível viajar no tempo?
"Nunca pense no futuro. Ele chega rápido demais." Quando disse a frase, o físico alemão Albert Einstein provavelmente não fazia uma alusão à possibilidade de viajar no tempo. No entanto, todas as hipóteses formuladas atualmente sobre o tema sustentam-se na Teoria da Relatividade, formulada por ele em 1905. Segundo tal teoria, o tempo passa mais devagar à medida que um objeto se aproxima da velocidade da luz (cerca de 300 mil km/s). "Isso significa que, se passarmos um ano viajando pelo espaço a uma velocidade muito próxima à da luz, quando voltarmos à Terra terão se passado 100 anos aqui", diz o astrofísico Richard Gott, da Universidade de Princeton, nos EUA. "A viagem para o passado não existe. A idéia viola o princípio da casualidade, que entende que toda série de eventos depende de uma ordem de causa e consequência", diz o astrofísico Marcelo Gleiser.
5) Existe premonição?
Quando o analista de sistemas Rodolfo Rossi, 24 anos, partiu de São Paulo para Santa Catarina, num ônibus de excursão, sua mãe (a dona de casa Divina Andrade, 54 anos) sentiu um aperto no coração, uma sensação pesada, como se algo de ruim estivesse para acontecer ao filho. Para o psicoterapeuta Ascânio Jatobá, Divina estava tendo uma premonição. Os cientistas, obviamente, não acreditam em avisos vindos do além ou coisa do gênero e explicam o sentimento da mãe de Rodolfo de uma forma mais racional. "Nosso cérebro tenta ver o futuro o tempo todo. Em situações de conflito e stress, calculamos as probabilidades de algo ruim acontecer", diz a neorocientista Suzana Herculano-Houzel. No caso da dona de casa Divina, sua intuição funcionou. Durante a viagem do filho, houve uma ação da polícia contra brigas localizadas e o rapaz, mesmo sem estar envolvido na confusão, acabou sendo ferido por uma bala de borracha. "Creio que tive uma premonição", diz a mãe.
4) O que define nossa sexualidade?
"Nasci Gay", afirma o estilista Isaac Ludovic, 22 anos. Ele se lembra de sua infância em Barreiras, interior da Bahia, e diz que já naquela fase era convicto de que pertencia ao universo feminino. "Minha diversão era me vestir de menina e brincar com bonecas." Já o namorado de Isaac, que prefere não se identificar, a história foi diferente. Já haviam passado a infância e a adolescência quando ele descobriu que era homossexual. De acordo com a neurocientista Suzana Herculano-Houzel, "o interesse sexual é definido biologicamente no início da gestação e não há nada que se possa fazer." Mas e o caso do namorado de Isaac que até os 22 anos pensava ser heterossexual? Para o psicólogo Oswaldo Rodrigues Júnior, do Instituto Paulista de Sexualidade, o indivíduo não nasce com a sexualidade definida e pode mudar de orientação.
3) A fé pode curar?
Existe milagres? Uma pessoa pode ser curada simplesmente pela força de sua fé? É muito provável que essas perguntas nunca sejam respondidas. Pelo menos, não de uma forma que agrade a religiosos e cientistas. Mas uma coisa já é consenso entre estudiosos: a fé pode, sim, auxiliar na recupeção de um doente. Estudos comprovam que a devoção ativa partes do cérebro que causam bem-estar, dão mais esperança e positivismo ao paciente e deixam o enfermo relaxado (fatores que auxiliam na recuperação). "Quando a mente se envolve no processo de cura por meio da fé, ela ativa mecanismos que influenciam o corpo, auxiliando. Mas isso não quer dizer que a fé possa curar alguém", afirma o neurocientista Alfredo Pereira Júnior.
2) Por que nos apaixonamos?
Aparência física, instinto de preservação da espécie, hormônios à flor da pele ou uma flechada aleatória do cupido. As hipóteses são muitas, mas a pergunta acima persiste. É um mistério que há muito tempo os cientistas tentam explicar, no entanto, não há uma resposta definitiva. Tudo indica que a paixão não tem um motivo isolado, mas, sim, um conjunto de razões. De acordo com pesquisas, o ser humano define uma cara-metade. E, quanto maior a semelhança com o alvo desejado, mais chance de rolar uma paixão.
1) Quando e como o mundo vai acabar?
Estamos a cinco minutos do apocalipse. Pelo menos é o que diz o Relógio do Fim do Mundo uma criação do Bulletin of the Atomic Scientists, grupo de cientistas que avalia a proximidade de uma catástrofe global. Independente da ação do homem, fato incontestável, sabemos que a extinção do planeta é um acontecimento inevitável e, muito provavelmente, o responsável por isso será o Sol, cuja energia permite a vida na Terra. Em cerca de 5 bilhões de anos o Sol se tornará uma estrela gigante, vermelha, que se expandirá e destruirá os planetas que encontrar pelo caminho (inclusive o nosso). "Portanto, se até lá o homem não destruir a Terra, o apocalipse ocorrerá de qualquer maneira", diz José Ademir Sales de Lima, do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (USP). Claro que tudo pode acabar com a colisão de um asteroide com a Terra ou (por que não?) uma invasão extraterrestre. Teorias não faltam.

10 religiões extremamente estranhas:


10. Igreja de Todos Os Mundos

A igreja de todos os mundos, na verdade, é uma neo-religião pagã fundada em 1962 por Oberon Zell-Ravenheart e sua esposa Morning Glory. Essa religião evoluiu de um grupo de amigos e amantes que foram em parte, inspirados por outra religião fictícia do mesmo nome, escrito no romance de ficção científica “Estranho em uma terra estranha“, por Robert A. Heinlein, que se referia a uma mitologia ao Deus Pai, assim como o reino das Fadas e as divindades de vários panteões. Algumas das celebrações e de seus rituais tomam como base os Deuses da Grécia Antiga. Seguindo essa tradição de usar a ficção para promover a religião, o fundador criou também a Escola de Magia Grey, totalmente inspirado na escola Hogwarts de Harry Potter. Resumindo: Uma vigarice só.

9. Cientologia

Essa religião, na verdade, é uma seita criada por L.Ron Hubbard, conhecido como Elron, em 1952, resultado do seu antigo sistema de auto-ajuda chamado Dianética. A Igreja da Cientologia afirma que, quando você alcançar os níveis mais altos da iniciação, serão transmitidos ensinamentos místicos que poderá ser um conhecimento prejudicial, caso os leitores não estejam totalmente preparados. Esses ensinamentos são mantidos em absoluto segredo, e é proibido os membros mais desenvolvidos contarem para os membros iniciantes. Quando o membro alcança o alto nível ele aprenderá como reverter os efeitos de traumas do passado, supostamente, os ocasionados a milhões de anos atrás. Entre os ensinamentos avançados está o conhecimento sobre a história de Xenu, que é apresentado como um governante da “Confederação Galática”. De acordo com essa história, à 75 milhões de anos atrás, Xenu trouxe milhares de pessoas para a Terra na nave espacial DC-8. Eles acreditam que essas naves se reuniram em torno de vulcões e detonaram esses vulcões com bombas de hidrogênio. Também acreditam que, hoje, existam os thetans, que agrupados e ligados aos corpos dos vivos, continuam fazendo essas explosões. No nível mais avançado da religião, é possível isolar o “thetans” do corpo para neutralizar os efeitos nocivos.

8. Igreja Movimento de Criatividade

A Igreja Movimento de Criatividade, conhecida anteriormente como Igreja Mundial do Criador, é uma organização que defende os brancos, como se fosse uma religião. A utilização do termo criador, não se refere a uma divindade, como acontece na maioria das religiões, referindo apenas para eles mesmos, os brancos. A Igreja Movimento Criativo é uma religião branco-separatista que foi fundada por Ben Klassen, no início de 1973. Quando o fundados morreu, em 1993, essa igreja quase desapareceu como uma religião, até que Matthew F. Hale, um sacerdote da igreja assumiu o comando, mas foi preso em janeiro de 2003.

7. Thee Temple ov Psychick Youth (T.O.P.Y.)

O nome dessa igreja é meio complicado e não possui tradução correta para o português, até mesmo em inglês ela possui palavras erradas. Conhecida como T.O.P.Y., foi fundada em 1981 por membros do Psychic TV, Coil, Curretn 93 e um número razoável de outros indivíduos. A rede sempre em evolução, é um grupo informal de pessoas federadas operando com uma mistura única de arte coletiva, são praticantes de magia. Eles se dedicam a manifestações de conceitos mágicos, misticismo e adoração aos deuses. O grupo fica concentração em aspectos psíquicos e mágicos do cérebro humano ligado à sexualidade sem culpa.

6. Nação do Senhor

A Nação do Senhor é um grupo Afro-Americano religioso que segue uma linha extremamente controversa de negro-israelita de pensamento hebraico. Eles foram fundados em 1979 em Miami por Hulon Mitchell que atendia pelo nome de Yahweh Ben Yahweh. Seu objetivo é transformar africanos em americanos, a quem ele os vêem como israelitas verdadeiros. O grupo se desliga totalmente do Cristianismo e do Judaísmo, pois seus seguidores acreditam que o fundador Yahweh Ben Yahweh é o filho de Deus. Desse modo suas crenças são únicas e não se assemelham a nenhuma religião. Esse grupo religioso enfrentou enormes problemas por questões jurídicas de seu fundador, sendo a religião acusada de ser um culto de supremacia negra, afirmando ser racista, pois eles acreditam que apenas os negros são os verdadeiros judeus e que os brancos são diabos.

5. Religião de Pessoas com Poderes Cósmicos de Luz

Também conhecida como Pessoas do Universo, em tcheco se escreve “Vesmírní lidé sil sve(tla”, é um movimento religioso centrado em torno do checo Ivo A. Benda. Seu sistema de crença é baseado na existência de civilizações extraterrestres comunicando com o fundador e outros “contracteantes”, desde o ano de 1997, de modo telepático, sendo que mais tarde, eles relataram ter contato físico e pessoal. Segundo Benda, o fundador, essas civilizações operam com naves espaciais liderado por Ashtar Sheran, que orbita a Terra. Eles vêem de perto e ajuda os bons e estão apenas aguardando para transportar seus seguidores para uma outra dimensão. Os ensinamentos dessa religião, incluem vários elementos ufológicos, cristianismo (como se Jesus fosse apenas uma fina vibração) e teorias conspiratórias (as forças do mal estão fazendo planos para estraçalhar a população).

4. Igreja do SubGenius

A Igreja do SubGenius é uma religião que promove a folga, satirizando as teorias conspiratórias, as aparições de OVNIS e a cultura popular. A Igreja diz ter sido fundada em 1950, pelo maior vendedor do mundo, Bob Dobbs. Ele é retratado como uma caricatura de um homem fumando cachimbo. Um evento importante ocorreu na Igreja, em 5 de Julho de 1998, quando eles preveram que neste dia o mundo seria destruído por exércitos de invasores alienígenas conhecidos como X-Istas ( que é abreviação de “Homens do Planeta X”, em inglês), como o evento não aconteceu, seu fundador foi coberto de piche e penas, mas continuou como administrador.

3. Igreja do Movimento do Prince Philip

O Movimento do Príncipe Philip é um culto da tribo Yaohnanen no Sul da Ilha de Tanna, em Vanuatu. Eles acreditam que Prince Philip, duqye de Edimburgo, é um ser divino, o filho de um espírito da montanha e irmão de John Frum. De acordo com os contos antigos, o filho viajou sobre o mar para uma terra distante, se casou com uma mulher poderosa e que voltou no tempo. Os aldeões observaram o respeito concedido à rainha Elizabeth II pelas autoridades coloniais e chegaram à conclusão de que seu marido, Prince Philip, era filho de suas lendas. Esse movimento começou em 1950 e as crenças foram reforçadas pela visita oficial do casal a Ilha de Tanna em 1974 quando alguns aldeões tiveram a oportunidade de ver Prince Philip de longe. Ele, sabendo da religião que o tomava como Deus, trocou presentes com os nativos, e até chegou a visitar a tribo.

2. Igreja da Eutanásia

A Igreja da Eutanásia é uma organização política iniciada pelo reverendo Chris Korda, em Boston e Massachusetts. Segundo o site da igreja, é uma fundação sem fins lucrativos dedicada ao ensino e ao restabelecimento do equilíbrio entre os seres humanos e as demais espécies do planeta. Essa religião é notória por conflitos com ativistas pró-vida cristã. Segundo a igreja, ela está sustentada em 4 pilares: o suicídio, aborto, canibalismo (estritamente quando a pessoa já está morta) e sodomia (qualquer ato sexual não destinado à procriação). O grupo possui frases e slogans bem polêmicos, tudo para ir contra as pessoas que não apóiam o aborto e o homossexualismo.

1. Nuwaubinismo

Nuwaubianismo é um termo utilizado para se referir as doutrinas e os ensinamentos dos seguidos de Dwight York. Essa religião originou-se como um grupo mulçulmano negro de Nova York na década de 1970, e passaram por muitas mudanças desde então. Eventualmente o grupo estabeleceu um quartel general em Putnam County, Geórgia, em 1993. O fundador York está agora na prisão após ter sido condenado por lavagem de dinheiro e acusações de abuso sexual infantil, mas a religião ainda resiste. York desenvolveu sua religião inspirado em uma enorme variedade de fontes que incluem a Teosofia, derivados movimentos de Nova Era como os Astara e os Rosacruzes, Maçonaria, os Shriners, Templo da Ciência da América, Cristianismo Revisado, Islã, Culto de Qadiani Mirza Glulam Ahmad, numerologia de Rashad Khalifa, teorias dos astronautas antigos de Zecharia Sitchin…

As pessoas brancas são encaradas como sido criadas originalmente como uma raça de assassinos para servir os negros num exército de escravos, mas esse plano não deu certo.

Abaixo, está a lista de algumas das crenças absolutamente incomuns dessa religião:

  1. É importante enterrar a placenta, para que Satanás não use-a para fazer um duplicado da criança recém-nascida;
  2. Além disso, alguns fetos abortados sobrevivem ao aborto e vivem nos esgotos, onde estão sendo reunidos e organizados para dominar o mundo;
  3. As pessoas eram perfeitamente simétrico e ambidestras, mas depois de um meteorito ter atingido a Terra e seu eixo ter sido inclinado, ocorreu lateralidade e deslocando, fazendo com que o coração ficasse fora do centro no peito;
  4. Cada um de nós tem sete clones vivos em diferentes partes do mundo;
  5. As mulheres existem há muitas gerações, antes mesmo de terem sido inventados os homens através de manipulação genética;
  6. Homo sapiens é o resultado de experiências de clonagem que foram feitas em Marte usando o Homo erectus;
  7. Nikola Tesla veio do planeta Vênus;
  8. Os Illuminati têm alimentado uma criança, filho de Satanás, que nasceu em 6 de junho de 1966 na Casa Dakota em 72 Street, em Nova York para Jacqueline Kennedy Onassis de Rothschild / família Kennedy. O Papa estava presente no nascimento e realizou cerimônias de necromancia. A criança foi levantada pelo ex-presidente Richard Nixon E.U. e agora vive na Bélgica, onde é ligado corporais a um computador chamado “A 3M Beast” ou “3666″.

O Nuwaubians construiu uma cidade modelo em edifícios antigos egípcios em Putnam County, Geórgia. Já foi demolida.

quarta-feira, 10 de março de 2010

Como se livrar de piadas de duplo sentido:


Que time é teu?
O adversário quer que você diga o nome de um time. Quando você responder "Figueirense" (ou qualquer time inferior), ele vai rir e dizer para todo mundo que o time inteiro do Avaí "te meteu". Conseguiu entender a relação entre "time é teu" e "te meteu"? Sim, a pronúncia deixa tudo muito confuso. Mas há uma saída. Basta você responder: "Bateu na trave entrou no teu". Normalmente, os outros colegas que estão por perto e ouvem isso chegam a urrar para saudar a inteligência da resposta. Agora você terá direito de bater no garoto mais bobo do grupo.

Você está num navio com seu cachorrinho chamado Nabunda. O barco afunda. Você leva Nabunda ou deixa Nabunda?
Aqui, seu colega acha que te encurralou bonito. Não há escapatória! Você vai acabar dizendo que leva ou deixa na bunda. No momento de angústia, você pode até dizer que "leva Nabunda" pensando que levar é melhor que deixar, já que quem deixa está gostando. Mas calma, aí! Há um jeito de sair por cima! A resposta certa é "Nabunda nada". Diga essa frase com calma, explicando que o cachorro é inteligente e sabe nadar. O resto da turma vai ter certeza de que você é o cara mais esperto entre eles e você terá, automaticamente, autorização para pegar a irmã de qualquer um deles.

Qual é o aumentativo de dacueba?
A palavra "dacueba" não existe em dicionário nenhum. Trata-se apenas de um jeito sórdido de tentar você falar "dacuebão", que soaria como "dar cu é bom". Assim que você falar isso, todas as outras respostas inteligentes que você deu antes irão por água abaixo. Mas, calma. Tudo vai dar certo. O primeiro método de evitar o golpe é dizer"dacuebaço". Mas existe ainda um contra-golpe. Ao ouvir o desafio,faça uma cara confusa e murmure algo propositalmente incompreensível,e num tom de voz abaixo do audível. Algo como "toviassu". Quando seu oponente perguntar "o quê?", diga em alto e bom tom: "Todo ***** é surdo!"’. Será a glória. Seu prestígio entre a galera está cada vez mais sólido. Seus amigos sempre vão te escolher entre os primeiros na hora de formar um time para jogar uma pelada. Jamais vai ser barrado no primeiro jogo, para fazer a de fora. E mesmo quando você jogar mal,ninguém vai te dar esporro. Obs.: Esse processo serve também para o caso do "pirueba" e suas variações.

Meu pai está pensando em fazer um churrasco. Com 30 quilos de carne dá pra 20 comer?
Cuidado! Esta é perigosa ao extremo. O malandro à sua frente quer que você pense" Se cada pessoa come menos de um quilo de carne, 30 quilos são o bastante para 20 comerem ". Aí você responde" sim "e vira um otário. Na verdade, ele está perguntando "Com 30 quilos de carne dá para vim te comer?" Sim, há um erro gramatical nessa frase, pois o certo seria "vir te comer". Mas ninguém vai ligar para isso quando você disser "dá, sim!". Então jamais diga isso, nem acene a cabeça que sim. Diga "Acho que não. Mas também não sou bom de contas. Como você, certo?" O cara vai ficar confuso e vai acabar dizendo "certo". Nesse caso, foi você que o fez de trouxa. Perceba que sua última frase pode ser interpretada como "Eu como você, certo?". Se seus colegas não perceberem, chame a atenção para o fato. Você é quem manda agora. Quando aquela gordinha que todos seus vizinhos pegaram aparecer grávida, todos vão livrar sua cara. Mesmo que pelos cálculos você seja o mais suspeito de ser o pai da criança, seus amigos vão dizer que o filho pode ser de qualquer um deles, menos seu.

Você chegou há pouco de fora?
Outra pegadinha fonética. Não se engane ao ouvir isso assim que tiver chegado a uma festa. O inimigo não quer saber se você acabou de chegar da rua. Ele está perguntando mesmo é se "você chegou a pôr o cu de fora?". Também temos um jeito para te livrar desta. Primeiro responda "Não", de um jeito bem surpreso, como se fosse impossível essa hipótese. Depois pergunte "Você está louco hoje?". Se você, não percebeu, você está perguntando se ele "estalou o cu hoje". Ele vai ser pego desprevenido e vai pensar por instantes em como responder a esse truque. Na verdade, não há como ele se enrolar, pois ele jamais responderia "estalei". Mas a coisa é tão simples que ele vai suspeitar que a resposta mais óbvia seja um jeito de ser sacaneado. Aproveite os breves segundos de indecisão e diga algo como "não lembra mais, né?”. É bobo, mas nesse ponto o cara já está fragilizado por você não ter caído na gracinha dele e o resto da galera vai aproveitar e sacaneá-lo também. Afinal, você já se tornou o cara mais maneiro do grupo. Você já não paga nenhuma cerveja que bebe com os amigos, pois ninguém acha justo te cobrar a dívida.

Qual o nome do carro do Speedy Racer?
Este pode ser um teste de fogo. Speedy Racer é um desenho japonês antigo, que fez muito sucesso e foi recentemente reprisado na TV aberta em algum horário obscuro. Se alguém lhe fez esta pergunta, é porque sabe que você é ligado em televisão e em suas navegadas pela internet ou assistindo a programas de tarde na TV já ficou sabendo o nome do carro. A tentação de provar seu conhecimento vai ser enorme, mas jamais, jamais mesmo, responda "Match 5". O nome do carro de Speedy Racer é a senha para o seu rival dizer "Mete cinco? Então toma!" ·e enfiar cinco dedos entre suas nádegas. Além da desagradável sensação (ainda mais se você estiver usando calça de moletom), você voltará a ser o mais mané da turma, pois todo seu currículo não resistirá a um tropeço duplo. Você terá sido agredido no plano das palavras e no plano físico. Há uma forma de tentar sair por cima dessa. É uma manobra difícil e vai depender de seu talento performático. Diga "Não sei. Era Trovão Azul?". Estamos supondo que como o cara sabe o nome do carro do Speedy Racer, também é um aficionado pelo gênero. Dizer que não sabe o nome do veículo do ás do volante e ainda confundir com o nome do helicóptero de outro seriado de TV vai tirar o sujeito do sério. Ele vai abrir a guarda e exclamar: "Não! Match 5!”. Nesse momento diga" O quê? Meter cinco? É pra já!"e rapidamente insira seus dedos na direção do orifício anal do rapaz. A humilhação será dantesca e ele nunca mais se atreverá a tentar lhe passar a perna. Não é necessário dizer que você é agora o maior herói de todos seus amigos. Você não precisa mais fazer faculdade. Deixe que todos seus colegas estudem, tirem diploma, montem seus escritórios ou suas próprias empresas. Eles com certeza vão te chamar para ser seu" homem de confiança ", o" seu braço direito”. Vão achar que um homem como você não precisa de estudos e que aliás você era muito inteligente para se sujeitar ao esquema retrógrado que rege as faculdades. E aí seus velhos amigos vão brigar para te ter como assessor. Escolha o camarada que lhe oferecer o melhor salário e a secretária mais gostosa.

Neste calor, como sua a bunda, né?
Calma, rapaz. Sua cueca pode até encharcar no verão, mas não concorde com seu colega. Na verdade, ele está dizendo "como a sua bunda". É um truque fonético muito primário, mas eficaz. Dizer simplesmente "não", já lhe evita um constrangimento diante da sua turminha, mas há um jeito de soar mais esperto que seu oponente. Disfarce e diga: "com um calor assim, você deve preferir ficar num lugar aberto, com pouca roupa, uma chuvinha em cima…" Quando seu amiguinho concordar, você já inverteu o jogo. Perceba que na última oração, você também usou um subterfúgio fonético para dizer "um macho vinha em cima", insinuando que um homem viria por cima dele, situação com a qual ele concordou. Pronto, você acaba de deixar de ser o mais idiota da galera. As pessoas vão pensar duas vezes antes de botar o pé na frente quando você passar.

Você sabe fazer vitamina?
Não queira se gabar de seus dotes. No momento em que você responder que sim, seu adversário irá dizer "Então bate uma pra mim com mamão". Você talvez não entenderia quando todos os seus amigos começassem a rir da sua cara. Veja, bem. O espertinho acabou de lhe dar uma rasteira fonética, aproveitando a semelhança desta frase ingênua com outra bem maliciosa: "Então bate uma pra mim com uma mão", que seria o mesmo que "Masturbe-me usando uma de suas mãos". Horrível, não? Então quando o canalha lhe perguntar isso, responda "Não, mas posso te preparar uma banana. Pica pra você?". Pego de surpresa, ele ficará com medo de dizer que quer uma banana inteira (que poderia ter utilidades anais) e preferirá a fruta picada. Com isso, ele terá aceitado uma pica, que é sinônimo de pênis no linguajar chulo. Assim, você ganhou muito respeito entre a garotada. Eles nem vão mais implicar com o fato de você ser viciado em RPG.

Você tem dado em casa?
Como jogador de RPG, ainda periga você dizer que tem dado de quatro, se referindo ao número de faces da peça. Se fizer isso, é melhor mudar de cidade. Na verdade, o bastardo está perguntando se você tem sido sodomizado em seu próprio lar, já que o verbo "dar", no imaginário popular, geralmente é usado para o ato de oferecer o ânus ou a vagina. Pois é, você teria confessado algo que nunca fez. Vamos tentar colocar seu adversário na posição de vítima. Diga assim: "Não. Mas posso passar de bicicleta rapidinho na sua casa para ver se tem lá. O problema é que tenho que encher o pneu. Não vi posto nenhum na frente de sua casa. Por acaso tem posto atrás?". Se ele disser "sim" ou mesmo um "mais ou menos", você está feito. Como? Ele acabou de dizer que tem "posto atrás", ou seja, que tem "introduzido algo em seu rifícioanal". Você acabou de derrotá-lo. Seus amigos já não vão mais rir tanto quando você declarar que gostou do refrão da música das meninas do Rouge.

A que horas que o sol caminha melhor?
Como você é uma criatura ingênua e cooperativa, deve querer passar por cima da aparente falta de sentido da frase que seu colega lhe formulou. Com toda sua boa vontade, vai achar que ele simplesmente perguntou, de forma errônea, a que horas é mais apropriado caminhar sob o sol. Tolo. Na verdade, seu inimigo está usando mais um truque fonético para perguntar "A que horas soco a minha melhor?". Levando em consideração que o verbo "socar" tem conotação sexual, no sentido de "penetrar com força em estocadas regulares", qualquer resposta sua com informação sobre horários será interpretada como uma dica para o momento em que seu adversário pode sodomizá-lo com mais facilidade. Para mudar drasticamente esse quadro humilhante, aproveite a situação. Olhe para seu relógio, finja que vai lhe dar um horário e, subitamente, diga: "Sabe de uma coisa? Quero vender meu relógio. Sessenta no meu, rola?". Mesmo se não estiver interessando em comprar, a tendência é que o canalha diga "sim", só para dar prosseguimento à tentativa dele de zombar de você. Mas na hora em que ele concordou com a oferta, o sujeito já estará sendo alvo de risos. Não entendeu? É que você perguntou a ele "Se senta no meu?", ou seja, "você repousaria as nádegas em meu pênis?". Agora suas opiniões já são plenamente respeitadas pelo grupo. Você não será mais reprimido quando mencionar algum defeito naquela menina que todo mundo acha sensacional.

Bonita sua camisa! Linho fio grosso?
Que bom! Alguém finalmente reparou em sua camisa de linho grosso, não? Acorde, bobão. O pulha está mesmo lhe perguntando "Lhe enfio o grosso?", que significaria "Introduzo meu membro de grande calibre em seu ânus?". Não fique assustado. Há como dar continuidade à construção de sua nova imagem. Você pode dizer algo como "Acho que não, mas se eu usar força rasgo a sua" ou partir para algo mais complexo. Diga: "Por falar em moda, reparei que seu pé é grande. Bota em você não aperta, não?". Achando que ter pé grande significa ser dotado de avantajadas proporções penianas, seu adversário concordará. Você não deve ter percebido, mas passou a perna no coitado, perguntando "Botar em você não aperta?", ou seja, "Introduzir um membrosexual em você dá a sensação de aperto no agente ativo da relação?". É, companheiro. Chega de ser ridicularizado quando sua mãe lhe obrigar a sair com um guarda-chuva em tempo nublado. Seus amiguinhos vão lhe achar um rapaz precavido, em vez de um idiota obediente.

Há um índio sentado na floresta e outro sentado no asfalto. Qual deles tem terra na bunda?
Não se trata de um simples teste de lógica. A pergunta de seu colega tem fins obscenos. Ela significa "Qual deles te enterra na bunda", uma forma marota de perguntar "Qual deles introduz o pênis profundamente entre suas nádegas?". Chato cair nessa, não? O primeiro passo é dizer "nenhum deles". Feito isso, aproveita o tema "bunda" e diga "Por falar nisso, qual é a bunda mais virgem do mundo?". Quando ele disser que não sabe, puxe a onda de risos coletivos dizendo "Ah! Então você não garante que é a sua, ein?". É bobinha, mas funciona. Ainda mais com o prestígio que você tem agora, deixando de ser sacaneado por ser o único virgem da turma (seus amigos agora dizem que sua virgindade é decorrente de seu elevado grau de exigência).

Fala com meu pau na goela!
Não há nenhuma zombaria escondida na frase. Ela está mesmo escancarada. Seu inimigo lhe pôs numa situação imaginária na qual qualquer coisa que você disser dará a entender que você realmente estaria pronunciando algo com o pênis dele lhe tocando a garganta por dentro. É sim uma idiotice, mas a brincadeira é muito difundida em certas partes do país. Também não adianta ficar quieto, pois seu adversário diria "Engasgou, né?". A melhor saída é inverter o jogo com uma rima simples, que dá a impressão de agilidade mental. Diga apenas "Sua mãe chegou, passo pra ela!". Seus colegas não vão ligar para a possibilidade de você ter falado com o pênis do indivíduo na boca, e sim com o fato de, nesse bizarro universo hipotético, a mãe dele ter ficado com o membro entre os lábios. Essa jogada é mais um item em seu glorioso currículo. Ninguém mais se lembra das vezes em que você apanhou de coleguinhas que estavam uma série abaixo da sua na escola.

Quer ir a uma festa? Mas é a Festa do Cu e do Pau. Qual você leva?
É uma pergunta difícil. Se você disser que leva "o pau", numa ingênua tentativa de afirmar sua masculinidade, seu oponente irá bradar "Ah! Você leva pau, né?", sugerindo que você costuma receber pênis em suas entranhas. Se você disser que leva "o cu", ele o chamará de homossexual, insinuando que você quer usá-lo de forma passiva na tal festa. Uma boa forma de tirar o corpo fora e ainda abater seu inimigo é dizer: "Vou levar seu cu, para lhe fazer companhia". Mais risos gerais para laurear sua incrível ascensão social. Lembre-se que você é praticamente um mito e não precisa mais esconder que não sabe dançar nem dirigir.

Se eu vendesse antenas, por apenas R$ 100 você levaria uma montada?
Opa, opa, opa! Muito cuidado. Não aceite essa oferta. O biltre está querendo ludibriá-lo. A verdadeira intenção da frase é perguntar se você aceitaria, por apenas R$ 100, ser penetrado. Sim, pois repare que "levar uma montada" é a forma como algumas pessoas se referem ao ato de se submeter à posição passiva numa cópula. Vamos tirá-lo dessa enrascada. Diga assim: "Não, mas poderíamos ser sócios nesse negócio. Para juntarmos dois mil, é só ter mil meu com mil teu, certo?". Ele dirá "sim" e você terá enganado o trouxa com uma complexa ilusão fonética. Repare que a expressão "com mil teu" equivale acusticamente à "comi o teu", que por sua vez será compreendida por todos como uma declaração confirmada de que você "introduziu o pênis (comeu) no reto do paspalho". Não tem mais volta. Você é definitivamente o rapaz mais comentado da região, por sua esperteza e bom-humor. É hora de converter essa fama a seu favor, seja para ganhar dinheiro, vendendo conselhos e dicas à molecada, seja para benefícios sexuais ou sentimentais, com as mocinhas que o esnobavam antigamente.

Você pinta como eu pinto?
Essa pergunta é bem velha, do tempo em que chamavam os órgãos sexuais masculinos de pinto. Mas ainda há vítimas para ela. Preste atenção na hora de responder. Na verdade, seu amigo está tentando ludibria-lo, perguntando se você brinca com o pênis dele. O truque está na semelhança fonética com a frase "Você pinta com o meu pinto?". A resposta é simples: "Não. Não pinto com broxa". Desse modo você nega que usa o pênis dele e ainda insinua que ele não tem vigor sexual. Como? Reparem que broxa, além de ser aquele instrumento usado por pintores de parede é também um dos sinônimos para impotente. Pode usar sem problemas. É muito eficaz. Seus amigos vão ficar tão admirados contigo que jamais vão marcar um encontro para um dia que você não puder comparecer.

Jacaré sabe andar em terrenos alagados. Mas, jacaré no seco anda?
Opa! Calma lá, rapaz. Esta é uma brincadeira da velha geração e é bem possível que seu pai já tenha sido vítima dela. Não fale "sim", pois o adversário está lhe perguntando, disfarçadamente, se um "jacaré no seu cu anda". Ao confirmar, você dará a impressão de que é um homossexual, daqueles que deixam até um jacaré andar em seu ânus. Seja frio e responda "jacaré não entra". Rapidamente, pergunte ao seu colega "em buraco de toupeira, tatu caminha dentro?". O espertinho vai dizer que sim, sem perceber que você perguntou "está tu com a minha dentro", uma forma maliciosa de questionar se seu pênis está dentro do indivíduo. Depois de inverter o jogo de maneira tão genial, seus amiguinhos vão passar a respeitar mais seu juízo, deixando de zombar de você caso use roupas estranhas que sua tia lhe deu de aniversário.

Quem nasce em Pernambuco é pernambucano. E quem nasce em Tilambuco?
Fique alerta quanto ao perigo dessa cidade imaginária. Sim, ela não existe. Foi criada apenas para que você responda "Tilambucano", que soaria como "Te lambo o cano" e lhe faria passar por homossexual, pois cano pode ser encarado como "pênis". A melhor resposta seria dizer "tilambucuano" ou mesmo "tilambucuense". Um contragolpe a ser analisado é a resposta "tilambucuzão", que insinuaria que o inimigo está sendo tocado no ânus. É claro que não seria nada agradável passar a língua no ânus de um rival do sexo masculino, mas é uma forma de fazer uma referência à disponibilidade de seu orifício, o que é sempre humilhante.

Na sua casa, qual é a melhor comida?
A do seu pai ou da sua mãe?Antes de pôr tudo a perder exaltando as habilidades culinárias de sua mãe, perceba que o inimigo está querendo fazer com que você diga que sua mãe é "uma boa comida", ou seja, que você estaria indicando sua mãe para que todos a possuíssem. Ou pior, que seu pai seria uma boa dica para uma "comida". Respire fundo e com calma diga "Lá em casa sou eu que faço a comida. Mas não sou muito bom. Vou chamar a sua mãe para ver se eu cozinho melhor". Talvez você não tenha percebido, mas na última frase você disse, num truque fonético, "vou chamar a sua mãe para ver seu ******* melhor". Parabéns, você deu a volta por cima zombando da mãe do canalha. Se quiser dar um golpe de misericórdia, continue dizendo "Quando ela vier, posso lavar a louça. Mas se lavo, não cozinho. Se eu cozinho, não lavo". Veja que você disse "Seu ******* não lavo", dando a entender que depois do serviço feito, ainda deixaria o ânus da pobre senhora sujo. Depois dessa sensacional tirada, seus amigos sempre vão consulta-lo antes de decidir que filme irão ver em grupo, acabando com aquela fase em que todos iam juntos ver um longa que você já tinha visto.

Você gosta de verdura?
Pobre daquele que disser que sim, achando que está sendo consultado sobre suas preferências gastronômicas. Perceba, pobre tolo, que o inimigo está perguntando se você gosta de "ver dura", ou seja, se você aprecia vislumbrar um pênis em estado de ereção. Há uma forma de evitar tal zombaria e ainda inverter o jogo a seu favor. Veja bem. O primeiro passo é frear o instinto e não dizer "sim". Também não diga "não", pois o inimigo pode dizer "ah! Você gosta então é de ver mole, hein? Pra depois fazer ela ficar dura!". É uma bobeira, é verdade. Mas as pessoas não se importam muito com isso quando estão dispostas a rir de alguém. Então aproveite esse clima de predisposição para a aceitação de frases idiotas e diga "Só gosto do quiabo cru da sua mãe". Todos irão se esbaldar ao ouvir algo parecido com "que abro o cu da sua mãe". É rapaz. As coisas estão cada vez melhores para você. Todo mundo agora acha você uma pessoa que sabe exatamente o que é engraçado ou não. Eles vão até achar hilário quando você usar um bordão de um personagem de novela ou de reality-show.

Você na sua casa tem tomada atrás do sofá?
Não se trata apenas de uma frase mal construída. É também uma frase mal-intencionada. Seu adversário está querendo que você diga que você tem sido penetrado analmente atrás de um estofado de seu lar. Ainda não percebeu como? "Você na sua casa tem tomado atrás do sofá?". Isso é o que ele quis dizer, garoto. Viu como é fácil ser enganado? Mas não se aflija. Basta dizer, em tom enérgico: "Por quê? Você mexe com força?". Com isso você terá criado uma frase de duplo sentido, na qual pergunta se ele exerce uma profissão como a de eletricista e também se ele, ao ser possuído sexualmente, agita os quadris com vigor. Se em meio aos risos de seus colegas, o bastardo ainda ensaiar uma reação com um desesperado "E se você fosse eletricista? Mexeria com força?",espere um momento, deixe o silêncio tomar conta do ambiente e diga "Só em fio grosso". Suas palavras soarão como "só enfio o grosso". Pronto. Mais um brilhante episódio de sua ascensão ao posto de líder da turma. Todas as novas bandas de região vão te chamar para integrar o grupo, nem que seja para ajudar na letra ou tocar pandeirola.

É verdade que você não gosta de tomar café expresso?
Cuidado. Se você fosse um idiota sem acesso a nossa orientação, o desfecho do diálogo seria assim: – "Por quê?" – "Porque no coador é melhor" (tradução: porque no cu, a dor é melhor) Temos um jeito para tirá-lo dessa enrascada, supondo que você esteja sentado relaxadamente em algum lugar. Mas é preciso certo talento teatral. Faça cara de dúvida e peça um tempo para pensar. Levante-se e, com a mão no queixo (como se estivesse decidindo se gosta ou não de café expresso), conduza naturalmente seu inimigo para o local onde você estava sentado antes. Ao ver que o oponente sentou ali na vaga que você ocupava, faça uma expressão de espanto e, com um sorriso malicioso no canto da boca, diga: "Mal saí e você sentou na minha levantada!". Seus colegas vão entender a frase como se significasse que seu inimigo sentou em seu membro ereto (a minha levantada = meu pênis em riste). Em meio aos urros e gargalhadas de seus amiguinhos, perceba que o futuro será bem mais seguro de agora em diante, rapaz. Não precisa se preocupar em estudar nem mesmo em trabalhar de verdade. Diga a todos que você está entrando para o ramo de Relações Públicas, Hostess e afins. Como você é agora uma lenda viva na região, todos os organizadores de festas pagarão para que você divulgue ou diga que irá a seus eventos sociais, nem que seja só para ficar na porta no início de cada festejo. Dinheiro fácil!

Ele está de volta:

Se bobear ele ja tem até orkut!

Pagodeiros não são criativos:

Heresia do dia, Jesus Reloaded:

Cena cortada de Lost:

Futuro da nação:

Meu dono é um idiota video:

video

domingo, 7 de março de 2010